Dúvidas Frequentes

REJEIÇÃO – NIVELAMENTO – BAIXA UMECTAÇÃO (Off line e On line)

  • Utilizar tintas sem produtos de superfície (Cera)
  • Utilizar tintas com boa concentração e secagem
  • Jamais aditivar a tinta quando o trabalho tiver algum tipo de enobrecimento
  • Aquecer as folhas a serem envernizadas (Off line)
  • Aumentar camada de verniz
  • Aditivar verniz com tensoativo (consultar Printverniz)
  • Diminuir temperatura do ar quente no sistema de IR

 

BAIXA RESISTÊNCIA AO ATRITO

  • Utilizar tintas com boa resistência
  • Aplicar UCR/GCR adequadamente
  • Utilizar suporte com boa lisura e absorção (Se necessário utilizar branco transparente para uniformizar superfície)
  • Aumentar camada de verniz e/ou utilizar verniz com maior viscosidade
  • Utilizar verniz com maior resistência ao atrito
  • Aumentar rotação do rolo (Sistema convencional)
  • Manter perfeito paralelismo dos rolos
  • Utilizar anilox com maior capacidade volumétrica
  • Fazer limpeza no anilox com produto especifico
  • Utilizar pó com ótima resistência à umidade

 

BLOCAGEM OU DECALQUE

  • Utilizar tintas com boa concentração e secagem
  • Aplicar UCR/GCR adequadamente
  • Fazer limpeza nas lâmpadas IR
  • Verificar o bom funcionamento de refrigeração no sistema IR
  • Manter temperatura da pilha entre 30 a 35°C
  • Para o verso, se necessário, abaixar 10% a temperatura
  • Aumentar a camada do verniz
  • Utilizar verniz com maior teor de sólidos

 

FALHA NA COLAGEM

  • Utilizar verniz adequado
  • Utilizar verniz sem cera
  • Utilizar menor camada de verniz possível
  • Fazer ranhura sobre a área de colagem
  • Utilizar adesivo especifico para colagem sobre VBA
  • Ajustar pressão e temperatura

 

REDUÇÃO DE BRILHO

  • Utilizar substrato menos absorvente
  • Aplicar branco transparente antes da impressão (Para suporte muito absorvente)
  • Utilizar tintas com boa concentração e secagem
  • Aumentar camada de verniz
  • Aumentar rotação do rolo (Sistema convencional)
  • Manter perfeito paralelismo dos rolos
  • Utilizar anilox com maior capacidade volumétrica
  • Fazer limpeza no anilox com produto especifico

 

VERNIZ RACHANDO NA DOBRA E/OU VINCO

  • Remudificar o suporte
  • Aplicar menor camada de verniz possível
  • Deixar temperatura da pilha próxima de 30°C
  • Deixar o sentido fibra paralelo em relação ao maior vinco do cartucho
  • Deixar abertura da canaleta 2X a espessura total do impresso (Suporte+tinta+verniz)
  • Deixar lâminas do vinco menor que a de corte (Espessura suporte+tinta+verniz)
  • Utilizar lâminas de corte/vinco com boa durabilidade
  • Utilizar lâmina de vinco com fio de corte adequado
  • Ajustar pressão de corte/vinco

 

TINTA ACUMULANDO NA BLANQUETA

  • Utilizar tintas com boa concentração e secagem
  • Aumentar camada de verniz
  • Aumentar rotação do rolo (Sistema convencional)
  • Manter perfeito paralelismo dos rolos
  • Utilizar anilox com maior capacidade volumétrica
  • Fazer limpeza no anilox com produto especifico
  • Aumentar faixa de contato entre rolo dosador e blanqueta
  • Em sistema anilox, verificar com fornecedor do equipamento a possibilidade de aumentar rotação do anilox
  • Diminuir temperatura do ar quente
  • Utilizar blanqueta própria para VBA
  • Utilizar calço (Alto alvura) menor 5mm das dimensões do suporte
  • Utilizar altura de calço de acordo com a especificação do fabricante do equipamento
  • Utilizar solvente especifico de VBA para limpeza da blanqueta

 

PROBLEMA COM LAMINAÇÃO

  • Utilizar tinta sem produtos de superfície (Cera)
  • Não utilizar pó ou quando necessário, o mínimo possível
  • Utilizar primer especifico
  • Aumentar camada do verniz
  • Ajustar temperatura da pilha, próxima a 30°C
  • Filme mal estocado e/ou estocado por muito tempo
  • Filme com baixa tensão superficial (
  • Filme com variação de espessura
  • Ajustar pressão, temperatura e velocidade da laminadora

 

PROBLEMA COM VERNIZ UV

  • Utilizar tinta sem produtos de superfície (Cera)
  • Utilizar primer VBA especifico
  • Aumentar camada do verniz VBA
  • Utilizar verniz UV com boa aderência
  • Limpar as lâmpadas e refletores do sistema de UV
  • Verificar vida útil das lâmpadas (Após 1000h de uso, perde cerca de 50% da potência)
  • Diminuir carga do verniz UV
  • Ajustar velocidade de acordo com o formato do suporte e camada do verniz UV

 

VERNIZ ESPUMANDO

  • Fazer limpeza interna da tubulação com solvente especifico
  • Diminuir pressão do retorno
  • Deixar pescador do retorno cerca de 10cm acima do pescador que bombeia o verniz pra máquina
  • Adicionar até 5% de água/álcool (1:1), caso a viscosidade esteja alta
  • Utilizar verniz com maior percentual de anti espumante

 

ESTRIAS

  • Em sistema convencional, ajustar paralelismo do rolo
  • Substituir o rolo imersor
  • Aumentar faixa de contato entre os rolos do sistema
  • Em sistema anilox, limpar o cilindro anilox
  • Evitar que entre espuma no sistema
  • Substituir a racle
  • Tencionar adequadamente a blanqueta, seguindo recomendação do fabricante do equipamento

 

ENCANOAMENTO

  • Papel abaixo de 115g/m² tende a encanoar (Baixa estabilidade dimensional)
  • Papel com problema de colagem interna e/ou externa
  • Aplicar mínima camada de verniz possível
  • Utilizar verniz com alto teor de sólidos
  • Aplicar menor temperatura possível (Próximo a 30°C)
  • Utilizar mínima pressão possível no NIP de impressão (Todas as unidades)